Explique o papel do trabalho humano na sociedade capitalista


necessidade subjetiva somente se faz possível na medida em que o trabalho adquire envergadura social, isto é, geral. Desse sistema de necessidades, se-gundo Hegel, nasce o princípio da divisão do trabalho e, assim, a noção de sociedade civil. Logo, desse ponto de vista da abordagem hegeliana, o social KARL MARX E A FORMAÇÃO DE EDUCADORES NA SOCIEDADE CAPITALISTA DO SÉCULO XXI. Acreditamos no protagonismo humano como motor da história, razão pela qual admitimos que a situação dada na atual conjuntura (que na linguagem marxista corresponderia à pré-história da humanidade) pode ser transformada na perspectiva de uma sociedade justa e igualitária. Como o trabalho abstrato é o responsável pela criação de valor em nossa sociedade capitalista, o mesmo fica dependente da expansão e consumação do modo capitalista de produção. Esta necessidade de universalização colocou-se na base do processo histórico que engendra o trabalho abstrato como aquele que cria valor. "A alienação do trabalho reproduz-se a todas as instâncias da sociedade capitalista: aliena-se o homem da natureza, dos produtos, do saber, do poder e dos próprios homens. Se o poder sobre os homens nas ‘sociedades naturais’ passa pelo controle da terra, sob o capital o poder passa pela alienação do trabalho" . resumidamente o pensamento Keynesiano. Na quarta, a ênfase recai sobre a condição do Estado na economia capitalista neoliberal, e por fim, as considerações finais. 2. O Papel do Estado na Economia Clássica O objetivo desta seção consiste em investigar a posição do Estado no âmbito da economia política. Esta importância do trabalho no cumprimento de objectivos significativos de vida faz com que ainda hoje o mesmo assuma um papel central na sociedade, o que é particularmente notável se atendermos a que a sociedade actual é uma sociedade cada vez mais orientada para o lazer e não para o trabalho. O estudo trata das dificuldades de sobrevivência que a classe trabalhadora encontra no modo de produção capitalista, uma sociedade que prioriza o sistema econômico e a propriedade privada. O trabalho desempenha o papel de uma mercadoria adquirida por meio da remuneração estabelecida em contratos e regulada pelo mercado.